04/12/2009

Sonho de uma Noite..

Bem antes que leiam, quero dizer que este post é diferente de todos os outros que já escrevi e como tal não sei se tenho jeito neste tipo de post. Tentei desta vez apostar num tipo de escrita diferente mas acho eu não ficou como deveria e que não está à altura dos outros. De qualquer maneira gostaria e agradeceria muito que dessem a vossa opinião. Levá-la-ei em muita consideração. Obrigada e Beijinhos ^^

Era apenas mais um fim de dia, um começo de noite calmo, estávamos apenas os dois no seu quarto. Eu estava sentada em cima da cama, folheando um albúm de fotos antigo, enquanto que ele estava sentado à secretária a escrever mais um dos seus textos. Por vezes desviava o olhar do albúm para olhar para o que estaria ele a fazer naquele momento. Parecia pensavito, mergulhado noutro mundo, com os olhos e a alma longe dali como se o seu espírito tivesse abandonado o corpo por uns instantes. Parecia feliz, animado até. De uma das vezes em que olhei para ele, os nossos olhares cruzaram-se e entregou-me um sorriso caloroso, mas com um calor fora do normal. Era um calor muito intenso, como se me quisesse encantar apenas com o olhar e com um simples e rápido sorriso. Fiquei a apreciar o seu sorriso, como se pertencesse a um anjo esculpido por mãos de fada. Retribuia cada sorriso e cada olhar mas sempre com a mesma intensidade e o mesmo calor. De repente levantei-me, e ele, como se todo aquele tempo em que tinha estado a olhar e a sorrir estivesse à espera de um sinal vindo de mim, como que dizendo que estava na hora de algo, levantou-se de repente quase que num salto e devagar dirigiu-se a mim. Eu, um pouco tonta com o que estava a acontecer, fiquei parada, a olhar estupefacta e curiosa para ele. Parou à minha frente, inclinou um pouco a cabeça para baixo para me poder olhar nos olhos e com uma voz calma e sedutora, fez-me uma pergunta:
- Se tivesses de seduzir um rapaz, como o farias?
Fiquei completamente à nora, sem perceber o que me dizia. Pensando porque raio me estarias a fazer  semelhante pergunta. Porque razão poderia querer saber aquilo. Era um pouco estranho.
- Porque me estás a fazer essa pergunta? E porque me olhas assim , com esse calor e essa intensidade?
- Por favor não faças perguntas, responde apenas.
- Eu não sei o que te diga. Não costumo pensar nisso. Nem sei como te poderia responder a isso.
- Não precisas de palavras para mo explicares.
Muito devagar pegou nas minhas mãos, e encostou-as ao seu peito quente. Devagar abri a sua camisa, botão por botão. Não deixei que percebesse que estava nervosa. As minhas mãos iam descendo devagar pela sua camisa. Muito calmamente encostei as mãos ao seu peito.Conseguia sentir que por debaixo das minhas mãos e da sua pele, o seu coração estava um pouco acelarado e que de cada vez que lhe tocava, era como se lhe desse uma vida a mais. Com as palmas das minhas mãos ainda encostadas à pele do seu peito, beijei o seu ombro, o seu pescoço e de seguida o outro ombro. Muito devagar fiz deslizar os meus lábios quentes pelo seu tronco. Sentia-o a começar a tremor de nervosismo. Aproximei-me do seu rosto com calma. Sentia a ponta do seu nariz no meu cabelo como que tentando sentir o meu cheiro da forma mais intensa. Inclinei a cabeça para cima de forma a conseguir olhar nos seus olhos. Estava a sorrir para mim, o mesmo sorriso de encanto com que me sorria à momentos atrás. Aproximei os nossos rostos e em tom de desafiu disse-lhe:

-Seria assim que seduziria um  rapaz. - olhei para ele com um olhar provocador, um sorriso malandro no rosto e a morder o lábio. Virei-me de um jeito sedutor e dirigi-me até à secretária para me sentar na cadeira. Fiquei à espera de alguma reacção da sua parte. Sentio-o a andar em direcção a mim num  passo calmo como se quisesse dar tempo para tudo acontecer. De repente senti o seu corpo debruçado sobre a cadeira. Apoiou o seu queixo no meu ombro e falou-me ao ouvido. Palavras quentes duma forma sedutora. Virou a cadeira de forma a ficar de frente para mim. Apoiou as mãos nos braços da cadeira e chegou-se à frente. Com um olhar de leão, encostou o seu nariz ao meu e puxou-me em direcção a si, com um dos braços. Levantou-me e segurou-me contra o seu tronco nu. Sentia o seu toque leve pelos meus cabelos. Era como um toque duma flor, macio, carinhoso, cheiroso... Beijou-me a face, o pescoço e a testa. Os nossos olhares cruzaram-se numa fracção de segundos que pareceu uma eternidade. Os seus lábios foram de encontro aos meus e num beijo esquecemo-nos do Mundo. As roupas cairam-nos pelo corpo até ao chão. Entre beijos e carinhos, fizémos amor. Amor duma forma intensa e calma. Os nossos corpos entrelaços como se fossem apenas um. Aquela noite parecia mágica. O que outrora tinha sido apenas um jogo de sedução tinha acabado como uma noite de amor. Por fim recostámo-nos nos braços um do outro e ficámos a apreciar a linda noite que estava, através da janela.....

Abri os olhos...

......Devagar....

                 .....estava no meu quarto...
                   
                                   ...... ouvia a minha mãe a falar na cozinha....

                                                         ...Tinha sido apenas um sonho..

Toda a noite de amor que vivera tinha sido um sonho. Um sonho lindo que nunca mais esqueceria...  




7 comentários:

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

vi todo o teu sonho ao promenor..perfeito....
os sonhos sao sinais..

desculpa as minhas curtas palavras
mas..rendo me a ler outra vez e apreciar

Rita da Maçaroca disse...

Está lindo querida Bá! Esta tao detalhado, esta uma perfeiçao deveras impressionante :)
Digo-te sinceramente, que nao esperava uma escrita deste tipo de ti. Estou impressionadissima :D pareces eu em dias selvagens e com sonhos de outro mundo. E é isso mesmo o amor. Um sonho de outro mundo que nos cabe a nos sentir neste :)*

Perfect mon cheri*

Beijinhos enormess <3

Lara Filipa GV disse...

gostei... :)
mas tenta ser um pouco mais criativa... escrever sobre o amor num sítio mais improvável ou algo assim...
mas gostei.

'Drii disse...

que sonho este :)
sabes, é bom quando esse sonho é tornado em realidade :)
beijinho

Ritinha (: disse...

Sonho lindo, que toda a gente espera vê-lo realizado*

P' disse...

Eu gostei mesmo.

paula'maria disse...

Inspirada pelo espírito Natalício e pelas grandes festividades que se aproximam, tenho o prazer de oferecer aos leitores do dezperada, juntamente com a Oriflame, um conjunto de beleza Skindividual - Preserve your skin's natural beauty individually -. Para concorrer basta que deixem um comentário e tornarem-se seguidores do dezperada.

Este passatempo termina na próxima segunda-feira, dia 14 de Dezembro. A escolha do vencedor vai ser aleatória (através do site random.org).

Enviar um comentário

Espero que tenhas gostado do que leste :D